A TECNOLOGIA E O CASAMENTO – 7 dicas para melhorar o convívio


casamento_era_digital

A mesma faca que nos serve como ferramenta de ajuda, é a mesma que nos pode ferir, isso depende da maneira como a utilizamos. Assim também são todos os recursos tecnológicos, como uma faca de dois gumes à nossa disposição. Tudo precisa ser utilizado com entendimento e sabedoria para que os resultados sejam positivos.

“Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno. E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno”. Mateus 5:29-30

Tenho visto nestes últimos tempos o quanto muitos casais têm sofrido por conta do mau uso de ferramentas tecnológicas como WhatsApp, Facebook  e outras redes sociais  da moda. Não creio que a base do problema sejam os aparatos tecnológicos em si. Na verdade, o comportamento das pessoas em relação às ferramentas é a causa de tudo. Do mesmo modo que acontece com a faca, a mão que a manipula é quem decide se será ferramenta para o bem ou para o mal, se será bênção ou maldição.

Um relacionamento sadio não tem preço, tudo o que for possível fazer para se ter uma vida conjugal saudável deve ser feito. Problemas e dificuldades todos podem ter, porém muita coisa pode ser evitada, muitas questões podem ser resolvidas, quando se percebe que o mais importante é a saúde do casamento, acima de qualquer coisa. Tudo é uma questão de bom senso, de amor ao próximo, de respeito, de atitude. Não há receita pronta para o sucesso no relacionamento do casal, mas há com certeza um manual para o divórcio, no qual as primeiras regras são: deixar de amar, deixar de respeitar, deixar de cuidar, deixar de lutar por quem se ama.

Pensando nisso, decidi escrever 7 dicas que podem ajudar o casal a viver melhor, diminuindo os conflitos em relação ao uso da tecnologia nos tempos de hoje:

  1. Em primeiro lugar o seu amor, depois o resto

Seu smartphone, tablet, computador ou qualquer outro equipamento tecnológico de comunicação ou diversão NÃO deve ter mais atenção do que o seu amor. Aproveite à moda antiga o tempo que você tem junto de quem você ama. Se possível, desconecte-se! Lembre-se que o relacionamento a dois requer prioridade. O beijo, o abraço, a boa conversa ao vivo com quem você ama não pode ser trocada por nada.

  1. Estabeleça limites do uso da tecnologia

Invista seu tempo a favor do seu casamento e não permita que nada distancie seu pensamento de quem você ama. Durante uma refeição ou um momento a dois, evite ler e responder mensagens de amigos ou colegas, evite acessar sites de redes sociais. Estabeleça um tempo para seus entretenimentos na Internet, mas que esse tempo seja curto, cada vez mais curto, afinal, o tempo maior deve ser aproveitado pessoalmente com o seu amor Quanto ao trabalho, procure gerenciar melhor os seus afazeres e utilização das ferramentas tecnológicas para que isso não interfira negativamente no seu relacionamento conjugal.

  1. Cuidado com os ladrões do tempo

Vivemos num mundo onde o tempo é algo valioso, tempo perdido é algo que não se recupera, pois cada instante é único e não volta mais. Evite estar em grupos de WhatsApp que em quase nada contribuem para a saúde do seu relacionamento, até mesmo aqueles grupos que aparentam ter bom conteúdo. Se você não consegue gerenciar o uso destas ferramentas, isso sorrateiramente pode roubar o seu tempo. Um grande sinal de alerta é quando você com muita frequência não para de ver as últimas atualizações do Facebook, Twitter, Instagram e as recentes conversas do WhatsApp e Skype. Tudo precisa ter equilíbrio. Não deixe que nada roube o seu precioso tempo! Tempo que pode ser melhor aproveitado em favor do seu casamento.

  1. Bloqueie as inconveniências

Ter bons amigos é algo sadio, mas tudo tem um limite. Todos estão sujeitos a receber uma mensagem ou uma ligação em um horário inconveniente, isso pode ser por conta de uma emergência, um caso de vida ou morte, por exemplo, mas nem sempre é assim. Por isso, evite manter conversas com outras pessoas em horários do seu descanso ou intimidade com o seu amor, não atenda a ligações ou responda mensagens de pessoas inconvenientes. Os outros podem tentar, mas é você quem decide continuar deixando que lhe roubem a paz. Não deixe que as inconveniências causem mal estar no seu relacionamento conjugal.

  1. Prove que não tem o que esconder, compartilhe sua senha

Muitos preferem ter um perfil único (do esposo e da esposa juntos) nas redes sociais do que ter que compartilhar com o cônjuge a senha do perfil pessoal, mas esta pode ser uma fuga e não uma mudança positiva de comportamento. O grande desafio é compartilhar com quem você ama a sua senha do perfil individual. Se de fato não há o que esconder, então por que não compartilhar a sua senha? Quanto mais escondida for uma informação, mais curiosidade alguém terá dela. Por isso, seja transparente. Da mesma forma, caso seu celular, tablet ou qualquer outro dispositivo seja protegido com senha, compartilhe a chave secreta com o seu par.

  1. Não apague seu histórico, isso é brecha para o mal

Só se apaga os rastros quando não se quer que o outro saiba o que você fez. Mas será que isto é sadio? Será que essa é conduta de alguém que é fiel? Ao invés de apagar o histórico de suas conversas ou lista de chamadas recebidas ou realizadas, desenvolva um relacionamento transparente. Confiança gera confiança, por isso prefira deixar as coisas mais claras, esconder o que se fez é brecha para mal, pois um dia o que está oculto será revelado. Se precisar apagar algo, converse antes com carinho e verdade com o seu amor.

  1. Curta e compartilhe aquilo que não cause problema

Não há privacidade na Internet, o que está publicado está de fato acessível a todos. Por isso, tenha sabedoria com o conteúdo que você produz, comenta, curte ou compartilha. Vídeos, fotos, áudios e textos podem comprometer. Pense bem antes de fazer alguma coisa na Internet. Um comentário de elogio em uma foto de alguém pode ser um bom motivo para problemas no relacionamento com seu cônjuge. Você sabe com quem convive, assim, seja consciente de que vale a pena às vezes renunciar certas situações para se ter paz. O importante é a saúde no relacionamento. Tenha sabedoria no compartilhamento de vídeos, fotos, áudios e demais conteúdos. Na dúvida, evite publicar.

Michael Cyrus

(Formado em Administração de Empresas, pós graduando em Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional, Missionário e membro do Ministério Luz Para as Nações em Sergipe)

Permitida a reprodução deste conteúdo, desde que seja citada a fonte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s