You Made Me Free / Você Me Fez Livre

Era sábado, dia 20 deste mês… Eu contava os minutos para sair do escritório e assistir a minha segunda aula do curso de conversação em Inglês na OACI Idiomas, foi “blessing”, verdadeiramente tem sido uma benção do Criador! Mais uma vez a professora Claudia Medeiros desafiou a turma com seu jeito diferente de fazer a gente aprender! hehehehehe Desta vez, ela nos pediu que trouxéssemos para a próxima aula uma música ou um poema… Mas, com um detalhe, teria que ser algo inédito, feito por nós mesmos (…)

Bom, mas como a turma é movida pelo desafio, então, todos deram um show de apresentação nos seus belos trabalhos, não esqueço do poema de Luanne… Ela como sempre faz a diferença em tudo!

Mas, no meu caso, foi grande desafio… Passei a semana buscando tempo onde não tinha, foram dez minutinhos arranjados no intervalo do almoço, alguns instantes depois da faculdade, e assim fui criando coragem para compor… A minha inspiração como sempre, é o amor de Cristo! Então resolvi publicar aqui meu primeiro trabalho musical da minha segunda aula do curso de Conversação em Inglês na OACI Idiomas.

Obrigado a professora Claudia que fez as devidas correções na letra da canção (meu Deus, foram tantos “errinhos”, mas como ela mesmo diz, os erros nos ensinam muito); Thanks ao meu irmão João Marcos, que me presenteou incrementando o violino… Quem sabe um dia eu chame a banda da igreja para gravarmos hein?! hehehehehehehe

Graças ao Pai celeste por tudo. Por Ele e para Ele são todas as coisas.

Michael Cyrus

Calor on-line

No alto mar agitado do mundo
Das telas de cristal líquido
Sobem janelinhas de status ‘on-line’,
São como submarinos que
Se tornam em navios coloridos…
Vejo cada coisa repetida,
Uns que pensam que me bloqueiam,
Outros que quando estou a bordo
Se tornam ausentes,
Novamente se transformando
Em submarinos cinzas e silenciosos,
Mas os olhinhos deles acima das águas,
Denunciam que estão ali…
Outras que quando estou,
Não se decidem se ficam
Com os que se vão como ‘off-line’
Ou se vão com os que sempre ‘voltam logo!’
Há também quem prefira
Estar eternamente ‘ocupada!’
Nessa vivência virtual
Muito tripulante esquece dos radares e das ondas.
Mas, você é diferente…
Você não precisa de emotion para emocionar
E nem automatiza os “como vai?” Nem os “tudo bem?”
Suas simples palavras em tons sinceros
Me dizem muito mais que a mensagem gráfica…
Dentre as janelinhas que perguntaram como estou,
Só você conversou com a minha alma.

Cyrus

A amiga Mirna